Ei gente!
Trouxe para vocês hoje um fundamento que pode ajudar muito na dramaticidade e storytelling da sua ilustração. Qual é ele?
Tcham-tcham-tcham-tcham: VALORES.

 

1- “Val o quê?”- O que seriam os valores?

Os valores determinam a escala de cinzas da sua imagem. Eles variam do branco absoluto para o preto absoluto, mas são nas tonalidades do centro que você deve focar sua atenção:

grayscale (1)

 

Uma boa distribuição destas tonalidades na sua ilustração, pode chamar a atenção para os elementos que auxiliam a contar uma história de maneira efetiva para o observador.

O fundo da sua imagem e os objetos que circundam seus personagens podem conduzir os nossos olhos em direção à ação, ou nublá-la prejudicando a narrativa. Por isso, atenção! XD

Perceba pela imagem, como o quadradinho cinza, apesar de ser constituído da mesma cor nos dois exemplos, nos transmite mensagens diferentes dependendo da cor que o envolve no fundo:

values-2-1-illusion (1)

Imagem de Monika Zagrobelna

 

2- Como os valores contam a história?

Os valores definem vários pontos chaves da sua ilustração:

* Luz e sombra dos objetos e cenário;

* Sensação de volume das figuras;

* Profundidade;

* Ponto focal;

Como vimos acima, os valores conduzem nossos olhos. Então, não importa se você selecionou uma linda paleta de cores e pensou longamente na composição, se os seus valores estão confusos ou “aguados”, a cena vai perder drama. Você vai “soltar a mão” do observador e ele vai se perder.

As cores entram apenas após você garantir sua escala de valores. Lembre que elas reagem de forma diferente umas das outras quando estão nas sombras e luzes:

 

values-3-9-practice-3

Imagem de Monika Zagrobelna

 

Outro ponto a se atentar, é o material e a textura do objeto que se está pintando. Um elmo possui texturas diferentes de uma rocha, por exemplo.

 

f2ef54cf5d1d7c5c93305dfbd1122e3c

Imagem de sarahw323

 

3- Bora testar!

Fiz recentemente um estudo baseado em uma cena de filme para estudar o funcionamento dos valores. Fiz algumas anotações na fotografia acerca de onde eu gostaria que meu observador centrasse suas atenções. No caso, a figura da mocinha chiquetê sentada na cadeira ^^

 

desafio 16

Para manter o foco no rosto da personagem, me decidi por deixar os valores mais escuros no fundo, gradativamente clareando até chegar ao centro de importância da imagem, o rosto.

Simplifiquei objetos na cena para que os detalhes não atrapalhassem a história: uma mocinha apreensiva enquanto uma silhueta masculina resolve algum problema no fundo escuro da imagem. Este foi o esboço inicial que fiz no Photoshop:

 

1

A inserção dos valores foi feita em uma camada acima da linha do esboço. Centrei-me na história, não verossimilhança com a fotografia. Por isso, algumas modificações e supressões de objetos foram necessárias para dar maior fluidez à cena:

 

segundo

Após isso, a definição das formas começa, respeitando sempre os valores e luzes na imagem. Lembre-se que são eles que garantirão a efetividade do impacto visual quando você colocar as cores! 😉

 

terceiramente

Quando a imagem chega neste ponto, ela está preparada para recebe a cor sem que os valores sejam perdidos. É muito mais confortável e divertido colocar as cores quando você tem as tonalidades postas da maneira que planejou. Evita muitos erros de percurso na arte final!

Crie uma nova camada, acima dos seus valores ( é recomendável duplicá-los e deixar invisível a cópia, para que não os perca!) e a nomeie “cor”. Agora é só trabalhar em uma paleta interessante!

Escolhi uma cor fria e outra quente para gerar o contraste, ampliar a tensão e trabalhar temperaturas dos personagens e da cena. Dar um ar de mistério, um clima noturno:

 

postar

Você pode conferir a imagem final em detalhes na minha galeria!

Bom, espero que tenham gostado do processo e que ele facilite suas produções de alguma maneira!

Comenta aí nos comentários o que achou e até a próxima!