Fala galera!
Hoje trouxe para vocês os resultados de um exercício muito legal que fiz enquanto via um vídeo do Bobby Chiu (ele é incrível, se inscreva no canal do cara agora!).
“Ok, mas sobre o que é mesmo?” Visualizar. 

O Bobby explica no vídeo sobre a importância de saber o que você quer fazer enquanto vai fazer. Como eu quero que essa imagem seja? O que vou fazer para ela ficar assim?

Para isso você só precisa baixar um arquivo que ele disponibiliza na descrição, um perfil genérico. Vamos colocar o lápis (ou tablet) para trabalhar!

Esse aqui é o template básico, aberto no meu Photoshop:

 

01

 

Feito isso, bora começar! O Bobby explica que você só precisa começar. Não pense se vai ficar bom ou não. Todos os artistas que você mais gosta fazem coisas que eles não acham tão legal assim, mas, como só vemos seus melhores trabalhos publicados nos portfólios por aí, temos a impressão que só nós fracassamos. A melhor coisa que podemos fazer é mudar esse pensamento! palavras do Bobby 🙂

Eu não disse que ele é incrível?

“Tá bom, mas começo por onde mesmo?”

Abrindo uma nova camada e desenhando sobre o perfil genérico compartilhado pelo Bobby. Você só precisa desenhar, fazer as formas que vêem na sua mente. É um exercício de aquecimento também, e é incrível ver que ele estimula, igual uma massagem, a sua criação! As formas que você poderia criar, mas nem sabe que poderia por nunca tentar vão acabar nascendo. Não precisa pegar referência! Só começa a fazer a coisa. Esse foi um dos 16 perfis que fiz durante o exercício:

 

03

 

Você começa a explorar sua memória sobre o que é desenhar uma pessoa. Pode variar nos tamanhos dos narizes, bocas, testa, cabelos. No meu caso, estou trabalhando em um trabalho pessoal que ainda não tem um visual específico para  a protagonista. Resolvi aproveitar o exercício para explorar as possibilidades e adorei! Você pode pensar: “ah, a Jovi adorou todos os resultados né?” Não! Não mesmo. Mas isso não importa. Você precisa se aquecer, errar algumas vezes, explorar possibilidades. Não se apegue tanto a uma imagem de forma que isso te paralise. Vamos explorar e tentar várias coisas diferentes! É divertido. Aqui você pode ver todos os perfis que fiz:

 

04

 

Desenhar também tem que ser uma atividade prazerosa. As cobranças de cada dia, o perfeccionismo, as frustrações e dificuldades às vezes nos fazem esquecer disso. Bora relembrar? Minha dica de hoje é: vem desenhar com Bobby Chiu!